CINZAS

[ 14 ] Comentários
Compartilhar

MIRANDA SÁ (E-mail: mirandasa@uol.com.br)

Lembra-te, ó homem, que és pó
e em pó te hás de tornar”
(Genesis, 2,19)

Em todas as crenças conhecidas, das mais primitivas até as chamadas grandes religiões, há um período de jejum, abstinência de alimentos e de sexo. O catolicismo e algumas denominações evangélicas adotam a Quaresma, lembrando os 40 dias que Jesus passou no deserto suportando as tentações.

Espelhando-se na virtude do Cristo, os crentes se penitenciam refletindo o arrependimento pelos próprios pecados. Uma oração franciscana reza: “Reconhecendo que somos pó e que ao pó voltaremos, consigamos, pela observância da Quaresma, obter o perdão dos pecados e viver uma vida nova, à semelhança do Cristo ressuscitado”.

A quarta-feira de cinzas, o primeiro dia depois do carnaval, dá início à Quaresma. A temporada de carnaval dura, teoricamente, quatro dias, denominados “gordos”; do sábado à terça-feira.

Em muitos países do mundo a festa carnavalesca ocorre somente na “terça-feira gorda”, e sob influência francesa, o Mardi Gras, chegou aos Estados Unidos e tornou-se famoso em Nova Orleans.

Ao fim numa ritualística emocionante, os altares se cobrem de roxo estimulando os beatos à contrição, pesando as próprias culpas.

Assim, o carnaval ficou para trás e inspirou o poeta Vinicius de Moraes o belíssimo poema cantado “Felicidade”: “A felicidade do pobre parece/ A grande ilusão do carnaval/ Aquele trabalha o ano inteiro/ Por um momento de sonho/ Pra fazer a fantasia/ De rei ou de pirata ou jardineira/ Pra tudo se acabar na quarta-feira”.

Pena que não haja na política brasileira uma quarta-feira de cinzas. A carnavalização partidária não se limita a um determinado período, estendendo-se anos a fio como assistimos e lamentamos na Era Lulo-petista.

O que se vê é a irresponsabilidade institucionalizada, a roubalheira desmedida, e o povo padecendo o desemprego, as carências na Educação, falta de assistência médica e insegurança. Testemunha-se um permanente desfilar dos blocos de organizações criminosas escarnecendo da sociedade.

Envergonhou-nos a revista inglesa ‘The Economist’ reportar que o “Brasil está ‘festejando a beira do precipício’”, apontando a incompetência e a corrupção, os problemas econômicos, sociais e políticos que vivemos às vésperas do carnaval.

Possivelmente a reportagem dará seguimento a essa falta de governantes sérios e a privação do povo. Faltando-nos uma imprensa realmente livre das influências do poder, os correspondentes estrangeiros também poderiam como do “The Economist” levar ao mundo o arrastão carnavalesco da política brasileira, a roubalheira e a impunidade.

A presidente Dilma e seu entourage de ministros, assessores, conselheiros dos andares superiores, e no térreo os puxa-sacos sem triplex e os lulo-petistas da geral, poderiam refletir sobre a Quaresma e o ”
Memento homo quia pulvis es et in pulverem reverteris” – (Lembra-te homem, que és pó e ao pó voltarás).

E somente com a Presidente voltando ao pó de onde veio, o Brasil terá uma quarta-feira de cinzas política encerrando a irresponsável farra petista e restaurando o patrimônio nacional da Ordem e do Progresso.

 

14 Responses to CINZAS

  1. elisabeth laval jede disse:

    Caro amigo Miranda!Não estou preocupada e sabe porque?A) 0 nosso povo está esclarecido e unido.B)acredito na competência , no saber, na justiça e a LAVA JATO está lutando com todas essas prerrogativas. C)esta opção que deveria estar em 1o. Lugar mas está em 3o. É a Maior segundo minhas experiências :acredito na justiça de Deus. ÈLE NUNCA FALHOU E NUNCA FALHARÁ! Esse povo que idolatra o dinheiro e o poder e o materialismo não receberá a complacência divina. Será destruído!DEUS TARDA MAS NÃO FALHA. VOZ DO POVO É A VOZ DE DEUS!grande abraço. Parabens pelo artigo! Muito bom como tudo que v. Escréve.

  2. Rodrigo Cortes disse:

    Ortega y Gasset falava em 15 anos o tempo de vida de “governos” como o do PT. Estão loucos para serem extintos e renascerem com outra pele. Lembram até que Dilma é do PDT e possa com essa sigla, se arrastar até 18. E sobre a extinção do Partido do Tanalhas (PT), parece que até a oposição vai dar uma forcinha para que eles continuem possando de vitimas da “crueldade” da sociedade brasileira com o mais “autêntico partido operário” do mundo. Tarso Genro defende a refundação, Lula se encanta pela ideia para sair renovado. Historicamente já ocorreu processo parecido. O que é preocupante são que as teses petistas estão claras, seus propósitos de não apearem do poder…e quebraram os relógios para de se preocupar com a hora de sair. Alguém vai ter que amarrar os cavalos na rampa do Palácio.

  3. Dizia Vinicius, também:
    Acabou nosso Carnaval
    Ninguém ouve cantar canções
    E nos corações saudades e cinzas foi o que restou …

    Que venham 40 dias de meditação, contrição e … REVOLUÇÃO INTERIOR

  4. Ajuricaba disse:

    9 dedos e a corja vermelha acham que o dogma do pó não se aplica a ele

  5. Miguxa disse:

    Maravilhoso Mestre Miranda….concordo e não so quando ela voltar ao pó….mas nosso povo deve também renascer como a Fênix. ….#oremos

  6. marilene marques disse:

    No exílio Babilônico, hebreus não tocaram suas harpas e nem cantaram suas lindas canções e isto foi um erro. De dura cerviz, como todo ser humano, não se alegraram em todo tempo, como recomendado. Enfraquecidos, não lutaram. Há de convir que a voz do povo não é a voz de Deus e tampouco Deus não tarda jamais. Jó 42:1 “Bem sei que tudo pode Deus amado e nenhum d e seus planos pode ser frustrado.” Que maravilha, o nosso Redentor vive!!!
    No tocante ao ritualismo Paulo escreve: ” Contudo, sois acentuadamente religiosos.”
    Religiosidade também vem sendo aplicado e seguido por este governo, que de nefasto, encontra-se adoecido, zikado mundo afora. Motivo: DESOBEDIÊNCIA tal qual o povo de Deus, Israel, fez, diante das leis escritas por Deus, no Pentatêutico, através de Moisés. Bem antes, por incredulidade/desobediência o mesmo povo passou 40 anos no deserto. 40 tem alguns significados (40 chibatadas/bordoadas ou correadas) bem interessantes e estamos chegando a 40 ministérios.

  7. Ana Lúcia K. disse:

    O nosso carnaval já acabou há muito tempo. No deles, ainda é quarta feira de cinzas mas vai passar! Como num enredo de escola de samba, toda a ilusão vivida vai acabar quando cair a última fantasia.

  8. Não acredito mesmo que esses Burgueses/Vaidosos ( Políticos ) estão preocupados com o nosso país, basta ver a desgraça que está acontecendo em todos os lados e por último a ZVírus que considero preocupação mundial onde vai haver muitas e muitas versões sobre a descoberta de uma vacina e que para mim todos mundialmente tem uma parcela de culpa ( Políticos) quantas milhões de pessoas estiveram nos vários defiles do carnaval nada contra mais porque todos lutar pela educação, saúde, segurança, desemprego e um governo honesto e sem corrupção.
    O ano de 2016 começa daqui mais ou menos aos 15 dias.

  9. Alvaro Santos disse:

    Ao pó retornaste terá que ser o ensejo tanto para a que esta presidente como o ex seu criador e uma geração inteira que foi contaminada por um vírus mortal,que provoca preguiça mental,preguiça social e preguiça moral..
    .
    Culpamos os políticos com a plena convicção que os mesmos são uns sacripantas.Os são.Mas porque os reelegemos por tantos mandatos?Por que não lhes aplicamos o corretivo da alternância do poder?Por que nos deixamos enganar por seus dircursos e propagandas?
    .
    Assumamos nossa parcela de responsabilidade neste caos armado para nos deixar reféns dessa quadrilha comandada por Lula/Dilma&Cia.Aprendamos a ver o mal que nos faz acreditar em exímios oradores.Fora Cristo, não nos foi deixado a esperança em nenhum outro Salvador.
    .
    Entendamos que política é a arte da enganação.Lula tem uma habilidade ou melhor, várias habilidades peculiares,dentre elas é de fazer de seus inimigos inimigos da nação ao fazer-se parecido e contumaz tanto quanto..
    .
    Hoje estamos as voltas com a famigerada inflação, a corrupção campeia todas as instituições ,contratos e distratos e nos alimentam de cinzas e propagandas fantasiosas..
    .
    Ao longo dos tempos tivemos e sempre temos a possibilidade de alterarmos os cursos das desgraças em andamento,mas sempre estamos na contramão da história, e das virtudes das democracias vencedoras(Vide desarmamento,Parlamentarismo e outras).
    .
    Ideologicamente estamos regredindo e deixando que uma ideologia canhestra se alastre e nos torne um país sem identidade comercial,industrial ,tecnológico e nosso lazer e turismo afetados pelos ousados maiores e menores que estão as espreitas para nos envergonhar.
    .
    Enfim.
    Tudo podemos naquele que nos fortalece.
    Não nos deixemos cair em tentação,mas podemos nos livrar dos males
    Amém…
    .

  10. Solange disse:

    Muito bom o texto. Quarta feira chegou e as contas com ela. O nosso problema é gigantesco, e compartilho dos comentários acima. Um pouco de cada.

  11. O dia está chegando. Já estive mais desanimado, mas acredito que agora as coisas tomem o rumo da JUSTIÇA!

  12. vileite disse:

    Excelente artigo ! Ela e a corríola dela já deveriam ter virado pó há muito tempo .

  13. marcondes schifter poeta disse:

    prezado amigo Miranda Sá parabéns pelo artigo, com certeza não devemos perder as esperanças.

  14. deaC disse:

    Não dei importância à matéria do The Economist, tampouco fiquei envergonhada, são estrangeiros, eles não conhecem a alma dos brasileiros. Eles nada sabem o que é morar num morro, numa comunidade e ir trabalhar, saindo de casa de madrugada, pegando uma condução que lembra uma sardinha em lata, eles estão longe do nosso dia a dia, eles não entendem que pra esse povo, o carnaval é uma válvula de escape. É necessário.

    Eu também gostaria muito que a presidente e sua entourage, aproveitasse a Quaresma e refletisse pra onde eles estão conduzindo o Brasil, se ela tem noção que nos jogou no fundo do poço e mais, que além desse poço ainda resta um alçapão . É triste, mas não creio que essa escória que está no poder se dê a trabalho de fazer reflexões.